29 de novembro de 2008

...os laboratórios de FQ foram pequenos. O interesse do tamanho da imaginação!

26 de Novembro. Pouco passava das 8 h e 30 min e...

Fecho os olhos por instantes. Abro os olhos novamente. Neste abrir e fechar de olhos, já todo o mundo é diferente[..]. A. Gedeão

Os laboratórios de Física e Química ficaram cheios de alunos curiosos e desejosos de experimentar.
O Departamento de FQ quis assinalar a semana da ciência e da tecnologia abrindo os seus laboratórios e propondo a realização de dezenas de experiências. Os alunos não perderam a oportunidade e foram algumas centenas que por lá passaram, viram e experimentaram durante toda a manhã.
Quem disse que os jovens não se interessam por ciência?

...não podemos completá-lo


Há um ano atrás os alunos envolveram-se de forma notável na elaboração de trabalhos que assinalavam o Dia Mundial da Luta Contra a SIDA.
Recordamos o trabalho vencedor e o seu poderoso lema: Não o queiras completar.
Hoje, como ontem, a luta não pode parar e temos de continuar a estar atentos e a dedicar atenção àquele que é considerado um dos maiores flagelos da humanidade.

25 de novembro de 2008

Como Resumir...

Saber fazer um bom resumo ou conhecer o estato do aluno é fundamental! A aplicação a que podes aceder quer ajudar-te a compreender como o podes fazer, o documento em pdf traz o estatuto em vigor.faz aqui um clic

23 de novembro de 2008

O Concurso Nacional de Leitura está aí...

O Concurso Nacional de Leitura 2008/2009 está na sua 1ªfase e cerca de 60 alunos, do 3ºciclo e do ensino secundário, já fizeram a sua inscrição."Manhã Submersa" foi a obra escolhida para o ensino secundário.Um romance triste, de Vergílio Ferreira, que retrata o dia-a-dia da vida num seminário [com cariz biográfico o seminário é o do Fundão…]
O autor questiona as regras duras, a perda de liberdade, a vocação, a existência de Deus e a violência da realidade…



"Cão como nós",uma novela em forma de pequenas reflexões, de Manuel Alegre, foi a opção para o 3º ciclo.
Como diz Adelino Gomes “…sendo sobre um cão, o livro é sobre os homens.”
Esta é uma iniciativa conjunta do Departamento de Línguas Românicas e da BECRE.

22 de novembro de 2008

...água quase tudo

Porque nunca é tarde para divulgar o trabalho dos nossos alunos video
Ilustração do poema Lágrima de Preta de A. Gedeão pelos alunos do 12º ano CAV para a participação do Dep-Líng. Românicas na III Mostra de Ciência da Escola:Maio de 2008.

21 de novembro de 2008

Balada de Outono

É Outono e o espaço exterior da escola está lindo! Há momentos que merecem ser aproveitados. Faz uma pausa, contempla a imagem e ouve a Balada de Outono de Zeca Afonso.[vista da biblioteca]

20 de novembro de 2008

Até os provérbios mudam....


Os falantes de qualquer língua, inconscientemente, obedecem à lei da economia de tempo e à lei do menor esforço, por tal, ouvimos, hoje, expressões que repetimos e a que damos significado mas que foram adulterados e se afastam nuns casos, muito, noutros menos do seu enunciado primitivo.
Damos conta de alguns exemplos estudados por Pasquale Neto.

Na forma popular diz-se:
Este menino não pára quieto, parece que tem bicho carpinteiro
Forma primitiva:
'Este menino não pára quieto, parece que tem bicho no corpo inteiro'
Na forma popular diz-se:
'Quem tem boca vai a Roma.'
Forma primitiva:
Quem tem boca vaia Roma.
Na forma popular diz-se:
Quem não tem cão, caça com gato.
Forma primitiva:
Quem não tem cão, caça como gato... ou seja, sozinho.
Na forma popular diz-se:
Cor de burro quando foge.
Forma primitiva:
'Corro de burro quando foge!'

18 de novembro de 2008

… muito para além do filme.



O Nome da Rosa é um livro que merece, como todos os livros, ser lido; se outras razões não existissem, o que não é verdade, pelo tema.
Curiosamente a história passa-se em Novembro, ele há coincidências!..
A história desenvolve-se em plena idade média, no espaço de uma abadia, na sua biblioteca secreta pois nela existiam livros que não estavam convenientemente interpretados.
No centro um livro de Aristóteles que "... pode fazer com que as pessoas percam o temor a Deus e, portanto, faz desmoronar todo esse mundo".
Quanto às práticas bom... era comum as bibliotecas apagarem textos científicos ou filosóficos e sobre eles escrever novos textos.
Aproveitem a sugestão de leitura e procurem compreender melhor o significado do que verdadeiramente é uma tragédia e ou a falta de referências para o que será uma comédia [com Aristóteles na base] esse seu livro perdido.

14 de novembro de 2008

...estas coisas do senso comum

Contrariando Aristóteles, opondo-se ao senso comum e desafiando muitos dos seus contemporâneos, Galileu (1564-1642) propôs que todos os corpos se largados em simultâneo, da mesma altura, chegam ao solo ao mesmo tempo. Esta proposta seria verdadeira para o caso extremo de uma pena e de um pedaço de chumbo!
Esta proposta de Galileu contraria o senso comum, aquilo que observamos no dia-a-dia, pois todos sabemos que uma pena e um pedaço de chumbo não caem de igual forma.Se cairem do mesmo local,ao mesmo tempo, a pena chegará ao chão muito tempo depois.
Estará Galileu errado? Claro que não!
Galileu percebeu que a diferença apenas se ficava a dever à resistência do ar e que, na sua ausência, os corpos cairiam exactamente ao mesmo tempo.
Pateta,dá-nos uma ajuda.
Pateta Interpreta Galileu
View SlideShare presentation or Upload your own.

... eu via Deus caminhar!


“Do meu telescópio, eu via Deus caminhar!

A maravilhosa disposição e harmonia do universo só pode ter tido origem segundo o plano de um Ser que tudo sabe e tudo pode. Isto fica sendo a minha última e mais elevada descoberta.”


Isaac Newton

muito para além de simples água...


Gota de Água

Eu, quando choro,
não choro eu.
Chora aquilo que nos homens
em todo o tempo sofreu.
as lágrimas são minhas
mas o choro não é meu.

A. Gedeão

11 de novembro de 2008

... no entanto ela move-se!


Com o Ano Internacional da Astronomia 2009 [AIA2009] celebram-se as primeiras observações astronómicas feitas por Galileu, usando uma luneta astronómica construída por si.

Numa carta datada de 1610, Galileu dá-nos conta da sua constituição: ”…preparei um tubo de chumbo, nas extremidades do qual encaixei duas lentes de vidro, ambas planas de um lado, mas do outro lado uma esfericamente convexa e outra côncava…”
Esta invenção marcou de forma indelével os 400 anos seguintes de descobertas no domínio da astronomia.

Os dois grandes objectivos do AIA2009 são ajudar as pessoas a redescobrir o seu lugar no Universo e a compreender melhor de que modo o conhecimento científico pode contribuir para uma sociedade mais justa e mais pacífica.
Mais informações em:
http://www.astronomia2009.org

4 de novembro de 2008

Concurso


Concurso Nacional de Leitura

Ler é...


“ …delfim é o engenheiro Tomás Manuel Palma Bravo. Uma espécie de cognome, entre outros de menor valia e alcance…” e O DELFIM é título de um romance, este romance onde se fala da vida e da morte.

Neste romance José Cardoso Pires olhou a realidade do seu país como se fosse a trama de uma intriga policial.


“Devo ter passado pelo sono – não muito tempo, o suficiente para distinguir na escuridão a mancha cinzenta da janela. Serão, quê, quatro horas? Acendo a luz e leio…”

Aproveitámos estas linhas do romance para dar a conhecer as respostas de alguns alunos à questão: PARA TI, O QUE É LER?


 Ler para mim é... sobretudo imaginação porque nem tudo é dito. Alexandre Batista

 Ler para mim é… embarcar num sonho que é o texto.
Bruno Nunes

 Ler para mim é… perceber o interior de um determinado texto, seja poesia, aventura, notícias… O importante é chegar ao seu significado.
Rogério Ramos

 Ler para mim é… descobrir coisas novas sobre o mundo e, muitas vezes, sobre nós próprios.
Paula Guterres

 Ler para mim é… ir até onde a nossa imaginação quiser. É descobrir coisas novas, sejam elas reais ou imaginárias. É deslocarmo-nos sem sair do mesmo sítio, é aprender...
Sofia Canelo

 Ler para mim é… tentar descobrir coisas novas, entrar num mundo de fantasia e do imaginário.
Luís Ponciano

 Ler para mim é… algo que nos transporta para uma viagem pelo mundo das palavras e da magia. Ler faz-nos voar!
Vera Quelhas

...no reino das palavras!



Penetra surdamente no reino das palavras.
Lá estarão os poemas que esperam ser escritos...
Carlos Drummond de Andrade

Ajuda - construção de resumos

Mapa de conceitos - Guião para construção [dez 2015]

Apoio à literacia [revisto em setembro 2015]