Ainda sobre o Dia Internacional da Língua Materna


Há 100 anos, 1909, Teófilo de Braga escrevia e citamos “ …embora pequenos no seu número, a par da ocupação de vastíssimos domínios, criou o povo português uma das mais belas línguas românicas, e nela os seus escritores, poetas, historiadores, viajantes e filósofos produziram uma opulenta literatura que seguiu a par e com brilhantismo a evolução das literaturas meridionais…”
“… essa literatura foi e ainda hoje é uma das forças morais que sustentam a nacionalidade e autonomia de Portugal…”
O Dia Internacional da Língua Materna não mereceu grande [qualquer?..] destaque ou referência no alinhamento dos noticiários das televisões, mas isso não tira à comemoração a importância que tem e merece!

Comentários

Mensagens populares deste blogue

A importância de ciência no mundo atual