Um livro…um bom amigo [1]


O autor da Peregrinação, Fernão Mendes Pinto, depois de andar mais de vinte anos pela Ásia, como soldado, negociante, pedinte, embaixador, cortesão, jesuíta, pirata, «treze vezes cativo, dezassete vendido», pega na pena e escreve este fabuloso livro de aventuras.
Entre a memória e a fantasia escreve acerca dos bons e aventurosos tempos.
Dificilmente se conseguirá afastar o trocadilho que alguns fizeram com o seu nome conotando-o como alguém impostor: “Fernão, Mentes? Minto.”;

mas recentes investigações, alguns textos japoneses e cartas dos missionários dão credibilidade ao narrado na Peregrinação.
Hoje divulgamos uma adaptação da autoria de Aquilino Ribeiro.
Leva-o contigo um dia destes.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

A importância de ciência no mundo atual