Que cada um possa escolher o seu caminho


Poema de canção sobre a esperança

Dá-me lírios, lírios,
E rosas também.
Mas se não tens lírios
Nem rosas a dar-me,
Tem vontade ao menos
De me dar os lírios
E também as rosas.
Basta-me a vontade,
Que tens, se a tiveres,
De me dar os lírios
E as rosas também,
E terei os lírios —
Os melhores lírios —
E as melhores rosas
Sem receber nada.
A não ser a prenda
Da tua vontade
De me dares lírios
E rosas também.

Os nossos votos para 2011: Que cada um possa escolher o seu caminho
Pintura de Paul Klee poema de Fernando Pessoa [Álvaro de Campos]

Comentários

Mensagens populares deste blogue

A importância de ciência no mundo atual