Mensagens

A mostrar mensagens de Setembro, 2010

Transição web1.0 a web 2.0

Imagem
Merece a pena ver esta animação com pouco mais de minuto e meio de duração pois dá-nos uma ideia do modo como passámos de uma web 1.0 a uma web 2.0."A Web começou por ser sobretudo texto com hiperligações, a que se vieram a associar imagens, som e mais tarde vídeo. Tivemos momentos em que os sítios Web pareciam mostruários de cor, som e de animações (Carvalho, 2005).
Depois da euforia multicolor e sonora, passou-se a uma fase de maturidade em que se procura a sobriedade e a simplicidade. Com a Web democratizou-se a publicação online e o acesso à informação.Com o aparecimento das funcionalidades da Web 2.0, conceito proposto por Tim O’Reilly e o MediaLive International, a facilidade de publicação online e a facilidade de interacção entre os cibernautas torna-se uma realidade." (Carvalho, 2008)

Ventos fortes ajudaram Moisés?

Imagem
A Bíblia está repleta de narrações de acontecimentos que transcendem a capacidade da intervenção humana. O caso da libertação do povo israelita, da escravidão do Egipto, que Moisés conduziu através do deserto e que culminou com a passagem através do mar Vermelho, afastadas que foram as águas, é uma delas.
Há alguns anos atrás o matemático russo Naum Wolzinger afirmava ter descoberto a explicação da separação das águas do mar avançando com uma teoria que implicava a existência de uma maré provocada por um vento muito forte e conjugada com o facto de haver um recife a cerca de sete metros de profundidade, na zona que os textos bíblicos referem como sendo a da travessia.
Agora surge a notícia dando conta que dois pesquisadores americanos acreditam ter descoberto o local onde Moisés teria dividido as águas do Mar Vermelho, há cerca de 3.000 anos atrás, e também como ele o teria conseguido: com a ajuda do vento.
Carl Drews, do Centro Nacional de Pesquisas Atmosféricas, principal autor do estu…

República 1º Centenário [2]

Imagem
O segundo post dedicado à comemoração dos 100 anos da República quer por em evidência este pequeno livro sobre João de Barros, pedagogo e político do início do século XX: A Pedagogia e o Ideal Republicano em João de Barros.
João de Barros foi um dos ideólogos da escola republicana mas a sua dedicação à causa educativa da República não o impediu de admitir que os resultados obtidos se afastaram dos preconizados como os grandes ideais democráticos da educação republicana e em especial dos grandes objectivos da reforma:
. diminuir o analfabetismo
. valorizar a formação do indivíduo a todos os níveis: físico, intelectual e moral.
Referimo-nos à reforma do ensino primário que, nas palavras de Rómulo de Carvalho, tinha como ambição por em prática uma “… educação interessada na criação e consolidação de uma nova maneira de ser português, capaz de expurgar a Nação de quantos males a tinham mantido, e mantinham, arredada do progresso europeu, sem força, sem coragem, sem meios para sacudir de si a …

Biblioteca Escolar. Uma aventura alfabética

Imagem
Pela curiosidade e pela força da mensagem, não podemos deixar de partilhar [ainda que em castelhano] a resposta de Cabrero [2001] à pergunta: "Qué se puede hacer desde una biblioteca escolar?"

abrirla y animarla
bucearla y bruñirla
cuidarla y completarla
dinamizarla y difundirla
explicarla y escribirla
frecnentarla y facilitarla
garantizarla y gastarla
hojearla y habitarla
inventarla e investigarla
jugarla y jalearla
leerla y libarla
merecerla y manosearla
necesitarla y navegarla
organizarla y ocuparla
proclamarla y pensarla
quererla y quimificarla
renovarla y recorreria
sonarla y senalizarla
trabajarla y trashumarla
utilizarla y universalizarla
visitarla y valorarla
zampárnosla y zarpar desde ella, viajando
por un interminable oceano de libros

o artigo pode lê-lo fazendo um clic sobre a imagem

Estatuto do aluno

Imagem
um clic na imagem para aceder ao documento.
Lei n.º 39/2010 de 2 de Setembro
Segunda alteração ao Estatuto do Aluno dos Ensinos Básico e Secundário, aprovado pela Lei n.º 30/2002, de 20 de Dezembro, e alterado pela Lei n.º 3/2008, de 18 de Janeiro.

República 1º Centenário [1]

Imagem
A 5 de Outubro de 2010 comemora-se o primeiro centenário da implantação da República em Portugal. Estamos perante uma oportunidade para aprofundar o nosso conhecimento acerca dos valores e do ideário republicanos, e o contexto social e político em que ocorreu.

A entrevista a José Costa Pimenta, autor do livro: O relato secreto da implantação da república feito pellos maçons e carbonários, recolhida no JL [ed. nº 1039] e a que se pode aceder fazendo um clic sobre a imagem é uma dessas oportunidades.

Esta escolha, como primeira para comunga muito da ideia apresentada pelo Museu da Música para justificar as escolhas que enformam o programa das comemorações do centenáro "...as reflexões críticas só são úteis se forem partilhadas, para que possam ter um efeito construtivo e abrir a possibilidade de se concretizar uma melhoria do funcionamento das instituições e da qualidade de vida dos cidadãos."

De regresso ao trabalho

Imagem
Nós podemos estar ausentes mas não é por esse facto que os documentos deixam de chegar à biblioteca. Assim, não foi propriamente surpresa encontrar a mesa de trabalho preenchida com jornais, livros, revistas...e que agora necessitam de tratamento adequado. Mas vamos ao que interessa, de facto!Hoje inicia-se mais um ano escolar e podeis contar com o nosso trabalho e empenho para vos ajudar a construir um percurso escolar de sucesso.Aguardamos pela V/ visita já na próxima semana e depois como presença assídua ao longo de todo o ano.Bom ano e boas leituras,do José Pina