Mensagens

A mostrar mensagens de Maio, 2011

Acordo ortográfico: o que é que muda ? [4]

Imagem
Existem consoantes que, de país para país, ou mesmo dentro do mesmo país, ora se pronunciam ora são mudas.
O Acordo Ortográfico estabelece ortografias duplas para estes casos de pronúncia oscilante. Vejamos alguns exemplos:
 cato e cacto
 facto e fato
 aspeto e aspecto
 receção e recepção
 excecional e excepcional
 jacto e jato
 subtil e sutil
 omnipotente e onipotente
 amígdala e amídala
 súbdito e súdito
 aritmética e arimética.

O que é que muda com esta regra?
Para nós a prática passa a ser a seguinte: se a consoante nunca é pronunciada, é eliminada; mas pode haver grafias duplas.
Por exemplo, o c de aspecto nunca é pronunciado; então a grafia aspecto é eliminada e substituída por aspeto.
Já no caso do c de dactilografia umas vezes pronuncia-se e outras não; temos, por isso, as grafias datilografia e dactilografia.


Os seguintes nomes de origem bíblica podem escrever-se de duas maneiras:
 Jacó ou Jacob (b nunca pronunciado)
 Davi ou David (d final umas vezes pronunciado e outras não)


Ma…

Gerir bem o tempo de estudo...

Imagem
Faltará sempre tempo para realizarmos todas as coisas que desejamos fazer, mas uma gestão criteriosa e planeada do tempo de que dispomos é uma ajuda preciosa para concretizarmos muitas delas.
Todos sabemos que administrar o tempo não é uma questão de ficar a contar os minutos que dedicamos a cada tarefa, embora seja importante, mas é uma questão de saber definir prioridades.
Agora que o final do ano e a época de exames se aproximam é tempo de tomar decisões e recordar alguns procedimentos.
É a pensar naqueles que, por vezes, têm dúvidas ou gostariam de saber utilizar mais bem o tempo que deixamos um documento [basta um cilc sobre a imagem] que procura dar uma ajuda.

Acordo ortográfico: o que é que muda ? [3]

Imagem
Os “CÊS” e os “PÊS”…

Os cês e pês que não se pronunciam são eliminados.
Os brasileiros deixaram de os usar há dezenas de anos.
Vejamos exemplos de eliminação:
1) Sequência cc acionista em vez de accionista
 lecionar em vez de leccionar
2) Sequência  ação em vez de acção (repare-se na grafia inflação, anterior ao acordo)
 seleção em vez de selecção
3) Sequência ct ator em vez de actor
 atual em vez de actual
4) Sequência  adoção em vez de adopção
5) Sequência pt adotar em vez de adoptar
 Egito em vez de Egipto.
A grafia Egito foi usada noutros tempos em Portugal.
Continua a escrever-se egípcio porque nesta palavra o
pê pronuncia-se.

Música livre de direitos de autor...

Imagem
Quando realizamos um trabalho ao qual pretendemos associar uma música devemos ter sempre em conta que a nossa escolha pode estar sujeita a direitos de autor.
Quando a música está livre, geralmente, os direitos de autor estão regulados pela licença Creative Communs que especifica os termos em que pode ser usada, como pode ser usada. Ainda assim, pode haver algumas restrições sobre o uso comercial, alteração ou redistribuição, determinadas pelo autor.
Hoje damos conta de uma comunidade de música online [JAMENDO] onde os artistas [não serão os mais mediáticos mas...] colocam as suas músicas livres de direitos, nos termos de uma licença Creative Commons.
Jamendo é gratuito e podem fazer-se downloads de qualquer música. Note-se, no entanto, que o uso da música para fins comerciais só pode ser feito através do JamendoPro, onde se paga uma taxa.

Dia Internacional dos Museus

Imagem
Instituído em 1977, o Dia Internacional dos Museus adopta em cada ano uma temática ou um lema específico. Deste modo pretende-se conferir um sentido universal às comemorações.
Este ano assinala-se a 18 de Maio e o tema proposto Museu e memória: os objectos contam a vossa história pretende evidenciar a importância da memória.
A biblioteca, de forma simples, recorda, neste dia, um precioso exemplar duma alfaia bem conhecida do mundo rural [forquilha em madeira].
Não muito distante no tempo este era um auxiliar na tarefa de movimentar palha ou espalhar estrume na terra.


Diário inventado...

Imagem
Todos nós vivenciámos experiências extraordinárias enquanto crianças.
José Fanha resolveu chamar à escrita o menino que já foi e pediu-lhe para escrever sobre acontecimentos de que se recordava. Deste modo abriu o [seu] mundo encantado que muitos de nós não nos dispomos a partilhar.
Escrevendo sobre acontecimentos que experimentou e ou foi inventando, José Fanha, menino crescido, apresenta um livro para a infância e para a criança que todos nós, os adultos, já fomos.
A dimensão humana da literatura de Fanha está bem presente neste quase diário: “… gostava de acordar cada dia e ter a minha mãe ao meu lado. E o meu pai. E a minha avó. E todas as pessoas de quem gosto. Mais alguns já se foram embora. Para sempre. E isso deixa-me confuso. Porque para sempre é mesmo muito tempo.”
O livro é magnificamente ilustrado por João Fanha.
Diário inventado de um menino já crescido está disponível na tua biblioteca.

Acordo ortográfico: o que é que muda ? [2]

Imagem
No alfabeto português passam a constar as vinte e seis letras seguintes >>>>>>>>>
Os nomes das letras indicados não excluem outros, como dâblio para o w, i grego para o y ou para o m.

A introdução dok, do w e doy não aumentam o seu uso.


Por exemplo, kilograma não passa a ser ortografia correta apesar de kg ser o seu símbolo. As três novas letras usam-se nos seguintes casos:
1) Nomes originários de outras línguas e seus derivados, como Kant, Byron e darwinismo.
2) Nomes de lugares originários de outras línguas e seus derivados, como Kuweit.
3) Siglas, símbolos e abreviaturas, como KLM, yd (jarda) e WC.
4) Termos de uso corrente, de outras línguas, como kit e software.

Violência doméstica? Não faz o meu género!!

Imagem
Decorreu durante a tarde uma apresentação do trabalho desenvolvido na Área de Projecto - turma 12º LH2 - subordinado ao tema:
Violência Doméstica?
Não faz o meu género!!

Excelente momento oferecido pelas alunas aos seus colegas e que contou com a presença da Coolabora - Gabinete de Apoio à Vítimas de Violência Doméstica durante o debate que se seguiu.

9 de Maio: Dia da Europa

Imagem
Este dia foi assinalado na Escola, entre outras actividades, com um debate subordinado ao tema:
Crise Europeia: fim do projecto?
Foram mais de 50 alunos e professores que, durante 90 minutos, tiveram oportunidade de debater com os convidados, que emprestaram ao momento a grandeza que merece, este tema actual e pertinente. Esta actividade da responsabilidade do Clube Europeu da Escola decorreu na biblioteca.

Já agora, sabias que:
As notas de euro exibem sete estilos arquitectónicos da história da cultura europeia?
As moedas de euro têm um lado comum, europeu, mas uma face nacional com os seus próprios símbolos?

Acordo ortográfico: o que é que muda ? [1]

Imagem
Com este primeiro post iniciamos uma série de entradas, que terá a frequência de duas vezes por semana, sobre o novo acordo ortográfico.
O Acordo Ortográfico só estabelece a grafia de palavras, a maneira como se escrevem. Não muda pronúncias ou significados, não cria nem elimina palavras, não estabelece regras de sintaxe.
Com o acordo ortográfico a grafia das palavras passa a ser regulamentada nos países de língua portuguesa por uma única norma. Não unifica totalmente a ortografia da língua. Faz a unificação possível, eliminando divergências injustificadas.
Apresentamos duas das principais alterações introduzidas pelo acordo:

1. No Brasil a eliminação do trema, passando palavras como agüentar, lingüiça, freqüente e tranqüilo a escrever-se aguentar, linguiça, frequente e tranquilo

2. Nos outros países a eliminação de cês e pês não pronunciados, como os das palavras director, acção, protecção, baptismo, adoptar e excepção, as quais passam a escrever-se diretor, ação, proteção, batismo, adota…

Dias Europeus do Sol

Imagem
Semana oficial do Sol em Portugal: de 1 a 15 de Maio de 2011 [um clic na imagem para aceder ao vídeo]

O Projecto Dias Europeus do Sol tem o objectivo de promover pela Europa o uso do sol como fonte de energia significativa.
Os primeiros Dias Europeus do Sol foram celebrados na semana de 16 de Maio de 2008 contando com mais de 4.000 eventos em 13 países Europeus.
O projecto, coordenado pela ESTIF – European Solar Thermal Industry Federation, juntamente com a cooperação da EPIA – European Photovoltaic Industry Association é apoiado por mais de 20 organizações a nível Nacional e Europeu e junta pela Europa alguns dos maiores actores do mercado dos sectores solar térmico e fotovoltaico.
Em Portugal, a APISOLAR - Associação Portuguesa de Indústria Solar é a entidade organizadora oficial. Tem como função coordenar todos os eventos associados ao projecto, sendo responsável por angariar outros eventos que decorrem por todo o país. Contribui, através da sua divulgação e fornecimento de material de…